Please reload

Planejamento da Reforma e Casa Nova | Casamento

October 22, 2015

 

Separadamente, os preparativos para a casa nova e para a festa de casamento são capazes de trazer várias dores de cabeça, quando não há planejamento adequado e bem assistido. Levando em conta que muitos casais decidem enfrentar as duas empreitadas de forma simultânea, todo cuidado é pouco para evitar frustrações, atrasos e estresses desnecessários durante o processo.

 

Para clarear o assunto, conversamos com as arquitetas do escritório PopArq, especializado em prestar consultoria aos clientes nessa fase de idealizar o grande dia e o novo lar. A seguir, elas contam os principais erros e passam dicas de ouro para acertar em cheio. Confira:

 

Existe uma forma de tornar essa fase – de preparar a festa de casamento e, ao mesmo tempo, a nova casa – menos estressante?
Sim, o planejamento é fundamental. Começando os preparativos, é importante definir o budget total do casal para a festa e a casa nova. Com o projeto de arquitetura definido no início, o casal já terá uma estimativa de prazos e custo total da obra (reforma e decoração), conseguindo se programar melhor entre os dois. Sempre recomendamos contratar o Gerenciamento de Obra, justamente porque montamos essa programação, administramos os orçamentos e contratos, acompanhamos os serviços de pedreiros e técnicos no local, enviamos o controle de custos sempre atualizado para não haver surpresas no final e resolvemos possíveis imprevistos de obra, evitando algumas dores de cabeça ao casal!

 

PRINCIPAIS ERROS


Quais costumam ser os principais erros?
1. Deixar a reforma para os últimos meses! Muitos clientes desconhecem as etapas de projeto e de obra, que podem levar muitos meses dependendo das aprovações de projeto e do tamanho da obra. Para se ter uma ideia, o prazo de entrega de armários, pedra, pisos, entre outros, costuma ser de 2 meses. E eles não são instalados simultaneamente. Planejar desde o início evita o acúmulo de tarefas perto da data do casamento!

2. Comprar móveis e eletrodomésticos sem saber das dimensões dos mesmos! Acontece muito, o cliente vê um sofá bonito, uma mesa de jantar, uma geladeira… Se empolga, compra tudo e, quando chega em casa, não cabe, não fica bem no espaço, não combinam entre si… É melhor esperar o projeto ou informar o arquiteto antes de comprar (ou incluir na lista de presentes do casamento! Um dos nossos diferenciais é montar a lista e enxoval conforme o projeto arquitetônico).

3. Começar a reforma sem arquiteto ou engenheiro. Para aproveitar melhor o espaço e adaptar a infra-estrutura (elétrica, hidráulica, gás, ar condicionado) às necessidades e preferências do casal, é preciso conhecimento técnico, pois o projeto de arquitetura une o estético e o funcional. Muitos se confundem e pensam que o mestre de obras faz o gerenciamento, mas ele só orienta os outros pedreiros, o serviço dele precisa ser coordenado com as entregas e instalações de terceiros. O arquiteto que orienta o mestre de obras, muitas vezes há soluções melhores do que o pedreiro conhece, tanto para resolver imprevistos da obra quanto para indicar produtos e tecnologias que eles não tem acesso. Inclusive, para qualquer reforma, é exigido por lei o Relatório de Responsabilidade Técnica (RRT), que deve ser assinado por um arquiteto ou engenheiro e entregue ao síndico do prédio ou ao proprietário (caso seja alugado), além de ser necessário numa futura venda do imóvel. Para conseguir esse documento depois ou durante a reforma irregular, consertar problemas de obra faz o cliente perder mais tempo e dinheiro, o que é péssimo principalmente se estiver organizando o casamento!

 

COMO COMEÇAR

 

Como começam as conversas? Existem conselhos padrões que cabem a todas as noivas e noivos que vão enfrentar uma reforma?

Listamos, de modo geral, 3 pontos importantes para começar:

  1. O tipo de imóvel: novo, antigo, alugado, comprado na planta… Isso pode limitar o tamanho da reforma, pois um imóvel alugado, por exemplo, pode ter restrições de obra pelo proprietário. Quando é comprado na planta, podemos pedir à construtora que entregue o imóvel já adequado ao projeto (tomadas, pontos de luz, paredes, aberturas) o que economiza tempo e dinheiro.

  2. As atividades do casal: profissão, hobbies, rotina… Para uma casa funcional, a arquitetura deve facilitar o dia a dia dos dois. Um home office, uma penteadeira, uma cozinha bem equipada, uma sala para receber muitas visitas, sempre contemplando o conforto e as necessidades.

  3. O estilo do casal: para alguns é muito fácil escolher o estilo da casa nova, quando ambos têm gostos parecidos. Mas, quando são muito diferentes, precisamos encontrar o que agrada os dois, uma harmonia entre as preferências de cada um. O principal conselho é planejar o quanto antes e ficar tranquilos, pois tudo acontece em etapas e o importante é não atropelá-las. Assim o início de uma vida a dois será mais prazeroso!

CRONOGRAMA

 

Quais dicas dão em relação ao tempo, por exemplo, quanto tempo antes da data estipulada para a mudança os noivos devem contratar um arquiteto?

O ideal é logo no início fazer o planejamento geral. Nós montamos um cronograma personalizado para cada cliente, que junta os itens de preparativos da festa com a reforma da casa nova. Abaixo, somente os itens da reforma listados:

 

+ de 12 meses antes: Definição do budget total do casal (para cerimônia, festa, lua de mel, imóvel e reforma). Definição das datas de mudança e de casamento. Onde querem morar e o tipo de imóvel.
12 meses: – Consultoria Imobiliária (localização, metragem, estudo do espaço, possibilidades da planta, insolação, ventilação, avaliação das instalações)
– Compra ou aluguel do imóvel
– Referências de arquitetura para a casa
– Lista de necessidades para o projeto arquitetônico: atividades do casal, preferências, móveis e aparelhos que levarão da casa antiga
11 meses: Projeto inicial
10 meses: Revisões no projeto arquitetônico
9 meses: Aprovação final do projeto para iniciar os orçamentos
7 meses: Visitas às lojas de móveis e escolha de revestimentos
– Pré-lista de presentes e enxoval, de acordo com projeto arquitetônico
6 meses: Lista de presentes finalizada (em lojas e no site)
Contratos de serviços de obra, compras de materiais e encomendas de móveis
5 meses: Início da obra/reforma da casa (com gerenciamento de contratos, coordenação de serviços e entregas, acompanhamento e orientação aos colaboradores, relação de custos atualizada semanalmente)
3 meses: Lista de chá bar/cozinha, de acordo com projeto arquitetônico
1 mês: Conferência das instalações finais na casa, limpeza pós-obra, entregas de móveis, montagem dos ambientes
2 semanas: Preparação da mudança para a casa nova: separar tudo o que for levar da casa antiga, contratar empresa de mudança (transporte)
1 semana antes: Compras para os primeiros dias na casa: alimentos não perecíveis, água, papel higiênico, conferir enxoval básico
Após o casório: Auxílio na montagem dos ambientes com os presentes do casamento e avaliação geral

 

 

Fonte: 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

RECENT POSTS

September 24, 2016

September 1, 2016

March 29, 2016

Please reload

ARCHIVE

Viabilizando sonhos além do papel!
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon

Av. Roque Petroni Jr, 1.089, sala 207, Centro Profissional Morumbi Shopping

Jd das Acácias - CEP 04707-900

amanda@pop.arq.br

Para acompanhar nosso trabalho nas redes sociais: